Desafios e oportunidades na gestão de pessoas na construção civil pós-pandemia

Autores

  • Jeferson Nunes Alves Centro Universitário IMEPAC
  • Raphael Fonseca Dias
  • Marcos Dalava Miranda
  • Giordano Bruno Silveira Veiga

DOI:

https://doi.org/10.47224/revistamaster.v8i15.254

Palavras-chave:

Construção Civil; Gestão de Obras; Gestão de Pessoas; Pandemia;

Resumo

A construção civil, não só no Brasil, mas em nível mundial, foi afetada consideravelmente no início do confinamento social, recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), diante da gravidade e do aumento do número de casos de pessoas infectadas pelo novo Coronavírus, bem como pelo seu poder de transmissão. Muitos empreendimentos e construções precisaram ser paralisados até a obtenção de planos de contingência para o devido funcionamento. A rotina trabalhista mudou, a maneira dos trabalhadores operacionais de se relacionar in loco precisou ser revista e, alguns cuidados sanitários passaram a se tornar imprescindíveis para a retomada das pessoas em seus postos de trabalho. Outro cenário que merece atenção nesse momento é o psicológico dos trabalhadores. O momento provoca uma série de implicações emocionais e sociais. Os riscos envolvidos, a necessidade de mobilização para o enfrentamento da pandemia e a emergência de medidas de prevenção fazem do momento um período delicado, que exige responsabilidade, planejamento, cautela e colaboração. A grande questão é saber como será essa retomada, considerando as adaptações e medidas de segurança necessárias, bem como, aproveitando a oportunidade de inovação e desenvolvimento dos recursos humanos disponíveis. O presente artigo tem por finalidade acompanhar e analisar, de forma sistemática e técnica, como será o gerenciamento das pessoas no setor construtivo, no período de transição pós-pandemia, decorrentes da crise de saúde mundial em face da Covid-19. Contribuindo ainda, com a formação, saúde e qualidade de vida dos trabalhadores da construção civil. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CHIAVENATO, I. Recursos Humanos. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2000

PEREIRA, E. S.; FERREIRA, M. S. Treinamento de Pessoal. Trabalho de Conclusão de Curso – Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos. Faculdade Católica de Anápolis, Anápolis-GO, 2014.

SAMARCOS, Moacyr Ramos et al. Educação profissional: Referencias Curriculares Nacionais da Educação Profissional de nível Técnico.ed. Brasília: 2000.
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE MATERIAIS DA CONSTRUÇÃO. Capacitação e certificação profissional na Construção Civil e mecanismos de mobilização da demanda: ABRAMAT. São Paulo, outubro de 2007. 130 p. e apêndices.

FERREIRA JUNIOR, C. B.. Diretrizes para a capacitação profissional por competências de trabalhadores da construção civil. 2012. 100 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia) – Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, São Paulo. 2012.

DREHMER, C. P. Motivação no Ramo da Construção Civil: Um estudo de caso na empresa Steffen & Drehmer Ltda. 2006. 86 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Administração) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2006.

COSTA, L. R. Subcontratação e informalidade na construção civil no Brasil e na França. Caderno CRH. Salvador, v. 24, n. 62, p. 413-434, Maio/Ago. 2011

OLIVEIRA, A. M. de S. S. de. Construção e Validação de um modelo de transferência do conhecimento com base em treinamento de operários da construção civil. 2010. 407 f. Tese (Doutorado em Engenharia Civil) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2010.

MEDEIROS, E. G. Análise da Qualidade de Vida no Trabalho: um Estudo de Caso na Área da Construção Civil. 2002. 138 p. Dissertação (Mestrado em Administração). – Programa de Pós-Graduação em Administração, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2002.

GOMES, J. A. P.; LONGO, O. C.. Mudança de cultura e apoio da tecnologia dão base à transformação digital na construção civil no enfrentamento à crise do COVID19. Brazilian Journal Of Development, [S.L.], v. 6, n. 8, p. 58884-58903, ago. 2020. Brazilian Journal of Development. http://dx.doi.org/10.34117/bjdv6n8-340.

CAMARA BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO (CBIC). A pandemia do coronavírus: recomendações para o ambiente de trabalho na indústria da construção. CBIC. Brasília, março de 2020. 6 p.

ONU. Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. 2015. Disponível em: https://brasil.un.org/pt-br/91863-agenda-2030-para-o-desenvolvimento-sustentavel. Acesso em: 15 jul. 2021.

PEREIRA, Lohana Lopes; DE AZEVEDO, Bruno Freitas. O Impacto da Pandemia na Construção Civil. Boletim do Gerenciamento, [S.l.], v. 20, n. 20, p. 71-80, nov. 2020. ISSN 2595-6531. Disponível em: <https://nppg.org.br/revistas/boletimdogerenciamento/article/view/519>.
Acesso em: 19 jul. 2021.

FRANZOI, Julio Cesar de Oliveira. Gestão de pessoas: o perfil dos colaboradores, seu grau de satisfação e a opinião dos gestores. 42f. 2020. Unicesumar - Universidade Cesumar: Maringá 2020.

TAVARES, Aureliano da Silva. CONFLITOS NA GESTÃO DE PESSOAS NA CONSTRUÇÃO CIVIL: UM ESTUDO DESCRITIVO. 2012. 82 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Engenharia Civil, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2012.

SANTOS, Sebastião Lourenço dos; CARNEIRO, Renaude Santos. O NOVO MODELO DE RECURSOS HUMANOS: gestão de pessoas. VII Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia, [S. L.], v. 1, n. 266, p. 1-13, dez. 2010.

GOMEZ, Jose Luiz Portela. Gestão de Pessoas na Industria da Construção Civil – Base para a Construção Sustentável – Um Estudo de caso. SEGeT – Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia. Associação Educacional Dom Bosco. Resende, RJ, 2009.

Downloads

Publicado

2023-07-14

Como Citar

NUNES ALVES, J.; FONSECA DIAS, R.; DALAVA MIRANDA, M.; BRUNO SILVEIRA VEIGA, G. Desafios e oportunidades na gestão de pessoas na construção civil pós-pandemia. Revista Master - Ensino, Pesquisa e Extensão, [S. l.], v. 8, n. 15, 2023. DOI: 10.47224/revistamaster.v8i15.254. Disponível em: https://revistamaster.imepac.edu.br/RM/article/view/254. Acesso em: 21 jun. 2024.