Comportamento da pressão arterial pós-exercício em idosas hipertensas atendidas pelo programa estadual de promoção à saúde da cidade de Araguari / MG

Publicado
2020-07-27
Palavras-chave: hipotensão pós-exercício, atividade física, pressão arterial sistólica

    Autores

  • Eduardo Tadeu de Paula Centro Universitário IMEPAC Araguari
  • Rafaela Lima Miranda Centro Universitário IMEPAC Araguari
  • Hadassa Carolina Pacheco Lemos Centro Universitário IMEPAC Araguari
  • Hugo Ribeiro Zanetti Centro Universitário IMEPAC Araguari

Resumo

Objetivo: Avaliar o comportamento da pressão arterial pós-exercício em idosas hipertensas atendidas pelo Programa Estadual de Promoção à Saúde da cidade de Araguari/MG. Metodologia: A amostra foi constituída por 30 idosas com idade média de 68,5±6,3 anos, hipertensas e regularmente medicadas que participam regularmente do programa de exercícios físicos do Programa Estadual de Promoção à Saúde da cidade de Araguari/MG. A sessão de exercício físico foi constituída por atividades de caráter aeróbico e resistido, com intensidade entre 5 e 7 na escala de Borg e com duração de 50 minutos. A pressão arterial sistólica (PAS) e diastólica (PAD) foi aferida por método auscultatório antes, imediatamente após e durante 30 minutos, em ciclos de cinco minutos, após a sessão de exercício físico. A normalidade dos dados foi verificada pelo teste de Shapiro-Wilk e a análise de variância de medidas repetidas de uma entrada foi utilizado para verificar diferenças significativas da pressão arterial, tendo nível de significância quando p<0,05. Resultados: A PAS imediatamente após exercício apresentou diferença para os momentos pré e todos momentos pós-exercício (p=0,001). Além disso, a PAS após 5 minutos foi menor comparado a PAS antes e todos os momentos pós-exercício (p=0,01). Os momentos 10, 15 e 20 minutos pós-exercício foram menores comparados a PAS antes do exercício (p<0,05). Não houve diferença significativa da PAD. Conclusão: Uma sessão de exercício físico é capaz de reduzir a PAS em até 20 minutos pós-exercício em idosas hipertensas atendidas pelo Programa Estadual de Promoção à Saúde da cidade de Araguari/MG.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANUNCIAÇÃO, PG; POLITO, MD. Hipotensão pós- exercício em Indivíduos Hipertensos: uma revisão. Arq Bras Cardiol. 2011; 96(5): 425-26

CASONATTO, J; POLITO, MD. Hipotensão pós-exercício aeróbico: uma revisão sistemática. Rev Bras Med Esporte. 2009; 15(2): 151-57

CUNHA, FA; MATOS-SANTOS, L; MASSAFERRI, RO; MONTEIRO, TPL; FARINATTI, PTV. Hipotensão pós-exercício induzida por treinamento aeróbico, de força e concorrente: aspectos metodologicos e mecanismos fisiológicos. Rev HUPE. 2013; 12(4):99-110

Como Citar
PAULA, E. T. DE; MIRANDA, R. L. .; LEMOS, H. C. P. .; ZANETTI, H. R. Comportamento da pressão arterial pós-exercício em idosas hipertensas atendidas pelo programa estadual de promoção à saúde da cidade de Araguari / MG. Revista Master - Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 5, n. 9, p. 71-73, 27 jul. 2020.