TENTATIVAS DE SUICÍDIO EM MONTE CARMELO - MG

Publicado
2020-02-28
Palavras-chave: Tentativa de Suicídio; Epidemiologia; Perfil de Saúde;

    Autores

  • Ismelinda Maria Diniz Mendes Souza Centro Universitário IMEPAC

Resumo

O suicídio é considerado um fenômeno humano, em ascensão, complexo e universal, por ocorrer em todas as sociedades, o que o torna um grave problema de saúde pública, contudo, ele pode ser evitado. O objetivo deste estudo foi descrever o perfil das pessoas que tentaram suicídio no município de Monte Carmelo MG. Trata-se de um estudo epidemiológico descritivo cujos dados sobre tentativa de suicídio foram obtidos por meio das fichas de notificação compulsória de intoxicação exógena e violência interpessoal/autoprovocada do SINAN/MS, no período de janeiro a dezembro de 2018. As 78 pessoas que tentaram suicídio  são em sua maioria do sexo feminino, com idades entre menores de 20 e 40 anos, com formação até o ensino médio, solteiras, pardas, desempregadas ou sem ocupação. A maioria possui algum transtorno mental e não são reincidentes. O método mais utilizado é o envenenamento por medicamentos. Esses dados demonstram a necessidade de intervenções junto a essa parcela da sociedade com vistas à promoção da saúde mental, identificação precoce dos casos por meio de ações intersetoriais e ainda mobilização social, com vistas à uma efetiva implementação das políticas públicas em favor do controle  de tal agravo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABASSE, Maria Leonor Ferreira; OLIVEIRA, Ronaldo Coimbra de; SILVA, Tiago Campos; SOUZA, Edinilza Ramos de. Análise epidemiológica da morbimortalidade por suicídio entre adolescentes em Minas Gerais, Brasil. Ciência e Saúde Coletiva, v. 14, n. 2, p. 407-416, 2009.

BOTEGA, Neury José; MARÍN-LEÓN, Letícia; OLIVEIRA, Helenice Bosco de; BARROS, Marilisa Berti de Azevedo; SILVA, Viviane Franco da; DALGALARRONDO, Paulo. Prevalências de ideação, planos e tentativas de suicídio: um inquérito populacional em Campinas SP. Cadernos de Saúde Pública, v. 25, n. 12, p. 2632-2638, 2009.

BRASIL. Ministério da Saúde. Gabinete do Ministro. Portaria no 02 de 28 de setembro de 2017. Regulamenta a consolidação das normas sobre as políticas nacionais de saúde do Sistema Único de Saúde. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2017/prc0002_03_10_2017.html. Acesso em 10/05/2019.

CASSORLA, Roosevelt Moises Smeke. Suicídio: fatores inconscientes e aspectos socioculturais. São Paulo: Blucher, 2018, 112 p

FERREIRA JUNIOR, Avimar. O comportamento suicida no Brasil e no mundo. Revista Brasileira de Psicologia, v. 2, n. 1. 2015.

IBGE – Instituto Brasileiro de geografia e estatística. Estimativa populacional. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/mg/monte-carmelo/panorama. Acesso em 10/05/2019.

LOVISI, Giovanni Marcos; SANTOS, Simone Agadir; LEGAY, Letícia; ABELHA, Lúcia; VALENCIA, Elie. Análise epidemiológica do suicídio no Brasil entre 1980 e 2006. Revista Brasileira de Psiquiatria, v. 31(supl), p. 86–93, 2009.

MINAYO, M. C. S. Impacto da violência na saúde dos brasileiros. Ministério da Saúde, 2005. 340 p. Brasília: Ministério da Saúde. Resenha de: MORGADO, Rosana. Impacto da violência na saúde dos brasileiros. Ciência & Saúde Coletiva, v. 11, n. 2, p.537-540, 2006

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE. Prevenção do Suicídio: Manual para Professores e Educadores. Genebra, 29p., 2000. Disponível em: https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/66801/WHO_MNH_MBD_00.3_por.pdf;jsessionid=41ADC27EBAF64B8DA80F3221C32D6E6A?sequence=5. Acesso em 10/05/2019.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE, Prevenção Do Suicídio: Um Manual para Profissionais da Saúde em Atenção Primária. Genebra, 22p., 2000. Disponível em: https://www.who.int/mental_health/prevention/suicide/en/suicideprev_phc_port.pdf. Acesso em 10/05/2019.

SOUZA, Viviane dos Santos; ALVES, Murilo da Silva; SILVA, Livia Angeli; LINO, Débora Cristiane Silva Flores; NERY, Adriana Alves; CASOTTI, Cezar Augusto. Tentativas de suicídio e mortalidade por suicídio em um município no interior da Bahia. J Bras Psiquiatr., v. 60, n. 4, p. 294-300, 2011.

VIDAL, Carlos Eduardo Leal; GONTIJO, Eliane Costa Dias Macedo; LIMA, Lúcia Abelha; Tentativas de suicídio: fatores prognósticos e estimativa do excesso de mortalidade. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, 29(1):175-187, jan, 2013.

WERNECK, Guilherme L.; HASSELMANN, Maria Helena; PHEBO, Luciana Barreto; VIEIRA, Denise E.; GOMES, Vera Lúcia de Oliveira. Tentativas de suicídio em um hospital geral no Rio de Janeiro, Brasil. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 22, n. 10, p. 2201-2206, 2006.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Preventing suicide: a global imperative. Geneva. 2014. Disponível em: https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/131056/9789241564779_eng.pdf;jsessionid=A1DC7D7E91C3D6CB0CC2FFE8A81DA680?sequence=1. Acesso em 10/05/2019.

Como Citar
SOUZA, I. M. D. M. TENTATIVAS DE SUICÍDIO EM MONTE CARMELO - MG. Revista Master - Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 4, n. 7, 28 fev. 2020.