Novo posicionamento sobre a variante folicular do carcinoma papilífero de tireoide não invasivo e encapsulado (EFVTPC)

Publicado
2020-07-27
Palavras-chave: adenocarcinoma, doenças da glândula tireoide, carcinoma folicular

    Autores

  • Eduarda Vianna Guimarães Balestra Centro Universitário de Anápolis (UniEVANGÉLICA)
  • Gustavo Urzêda Vitória Centro Universitário de Anápolis (UniEVANGÉLICA)
  • Elias Hanna Centro Universitário de Anápolis (UniEVANGÉLICA)

Resumo

O objetivo deste trabalho é avaliar a reclassificação sofrida pela variante folicular do carcinoma papilífero de tireoide não invasivo e encapsulado (EFVTPC) devido a avanços na tecnologia de diagnóstico e estudo citopatológico desse carcinoma. Metodologia: O presente estudo trata-se de uma revisão integrativa da literatura construída utilizando como base 10 artigos em línguas portuguesa e inglesa, pesquisados nos bancos de dados PUBMED, GOOGLE ACADÊMICO, Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde (BIREME) e Scientific Electronic Library Online (SCIELO). Sendo que os critérios de inclusão considerados foram artigos dotados de Qualis acima de B4 e publicados entre os anos de 2014 e 2019; já os critérios de exclusão foram artigos sem correlação com o tema abordado. Resultados e discussão: uma pesquisa realizada na Universidade de Pittsburg (Pensilvânia, EUA), publicada em abril na revista Jama, reclassificou o EFVTPCs, retirando-o da classe de tumores malignos da tireoide, possibilitando-se, assim, que possa ser tratado de maneira mais conservadora e menos invasiva, evitando-se a retirada total ou parcial da glândula e a iodoterapia. Na contramão de tudo que foi exposto, alguns autores ressaltam o fato de que apesar da porcentagem ser baixa, um grupo de casos analisado ainda apresentaram metástases a distância, questionando, portanto, o afastamento do comportamento maligno dessa neoplasia. Conclusão: mesmo chegando a essa conclusão, a respeito da não malignidade, os médicos e pesquisadores ressaltaram a importância de acompanhar cada caso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

DIAS, E.M. Aplicação e Contribuição do Sistema de Classificação de Bethesda no Diagnóstico de Nódulos de Tireoide Submetidos à Punção Aspirativa por Agulha Fina: uma revisão da literatura.2017. 35f. TCC. Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva, Rio de Janeiro, 2017.

FALCÃO, C.K. et al. Carcinoma papilífero variante folicular encapsulada: pode deixar de ser considerado um câncer? Official journal of the brazilian society of endocrinology and metabolismo. v. 62, 2018.

GOULART, A.P.F.E. Análise de resultados de punção aspirativa por agulha fina (PAAF) de nódulos tireoidianos e correlação com tireoidectomias em população do interior do estado de São Paulo. 2018. 79f. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, 2018.

HOLH, A. Posicionamento Oficial da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) sobre Variante Folicular do Carcinoma Papilífero de Tireoide Não Invasivo e Encapsulado (VFCPT). Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia. 2016.

QUEIROZ, A.D.M. Epidemiologia e fatores associados à recidiva do carcinoma diferenciado de tireoide em um hospital de referência no Estado da Paraíba. 2018. 76 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Católica de Santos, Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Saúde Coletiva, 2018.

MELO, J.M.L.A.M. Biomarcadores moleculares de prognóstico e seleção terapêutica em carcinomas da tiroide de diferenciação folicular. Coimbra : [s.n.], 2014. Tese de doutoramento. Disponível em: <http://hdl.handle.net/10316/26425>MOMA, C.A.

MOMA, C. A. Aspectos evolutivos e fatores prognósticos em carcinoma diferenciado de tireoide na presença de doença autoimune tireoideana. 2017. 1 recurso online (76 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP.

MORAES, R.E.C. et al. Atualização em carcinoma folicular de tireoide. Rev Pat Tocantins. v. 3, n. 04, 2016.

REDE CÂNCER. Especialistas defendem fim de procedimentos invasivos e agressivos para tipo específico de carcinoma. 2016.

ROCHA, J.T.Q. Estudo clínico-patológico de pacientes com nódulos tireoidianos categoria III de Bethesda. 2019. 70f, Dissertação (Mestrado). Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”. Botucatu, 2019.

Como Citar
BALESTRA, E. V. G. .; VITÓRIA, G. U.; HANNA, E. Novo posicionamento sobre a variante folicular do carcinoma papilífero de tireoide não invasivo e encapsulado (EFVTPC). Revista Master - Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 5, n. 9, p. 44-47, 27 jul. 2020.