ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO EM CUIDADOS PALIATIVOS: CONSIDERAÇÕES ACERCA DE UMA ASSISTÊNCIA HUMANIZADA E IMPACTOS NA QUALIDADE DE VIDA RELACIONADA A SAÚDE

Autores

  • Melissa Sousa
  • Thayane Miranda
  • Ismelinda Maria Diniz Mendes Souza

DOI:

https://doi.org/10.47224/revistamaster.v8i15.464

Palavras-chave:

Cuidados Paliativos; Enfermagem; Atenção Humanizada

Resumo

Entende-se por “cuidados paliativos a assistência promovida por uma equipe multidisciplinar, que objetiva a melhoria da qualidade de vida do paciente e seus familiares, diante de uma doença que ameace a vida (OMS, 2002), a partir dessa premissa a morte passa a ser vista como um processo natural, no qual busca-se não apressar ou adiar; mas sim, mitigar o sofrimento de diversas origens, oferecer apoio para que os pacientes vivam tão ativamente quanto possível, até sua morte com a melhor qualidade de vida possível. OBJETIVOS: Verificar a qualidade de vida relacionada a saúde do paciente em cuidados paliativos METODOLOGIA: Trata-se de uma revisão bibliográfica da literatura a qual identifica, seleciona, coleta dados, analisa e avalia criticamente os estudos sobre qualidade de vida ao paciente paliativo. RESULTADOS: Foram selecionados, de acordo com os critérios metodológicos 12 estudos, os quais mostraram que os cuidados paliativos têm como foco o alívio dos sintomas e a melhoria da qualidade de vida, o que permite um cuidado contínuo, e uma assistência ampla que atenda a pessoa em sua totalidade, considerando-a como um ser biopsicossocial e espiritual. No entanto, para que isso se concretize, torna-se necessário um amparo por parte de uma equipe multidisciplinar com a finalidade de assistir o paciente e a família na elaboração do luto. CONCLUSÃO: Baseado no que foi encontrado na literatura, os enfermeiros desempenham um papel fundamental no tratamento paliativo, uma vez que estão em mais íntimo contato com os pacientes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARBOSA, Andréa Nunes et al. a importância da assistência humanizada prestada pelo enfermeiro nos cuidados paliativos ao paciente oncológico terminal. Revista Brasileira Interdisciplinar de Saúde, 2019.

CARDOSO, Daniela Habekost et al. Cuidados paliativos na assistência hospitalar: a vivência de uma equipe multiprofissional. Texto & Contexto-Enfermagem, v. 22, p. 1134-1141, 2013.

DA SILVA, Islany Barbosa Soares et al. Avaliação da Qualidade de Vida de Pacientes Oncológicos em Cuidados Paliativos. Revista Brasileira de Cancerologia, v. 66, n. 3, 2020.

DA SILVA, Jonas Barbosa; MANSO, Lucia Cristina; BRASILEIRO, Marislei Espíndula. A atuação do enfermeiro no acompanhamento de pacientes oncológicos sob cuidados paliativos.

DE ANDRADE, Cristiani Garrido et al. Cuidados paliativos ao paciente em fase terminal. Revista Baiana de Enfermagem, v. 28, n. 2, 2014.

DE SOUZA, Odilon Adolfo Branco; DE MELO TAVARES, Cláudia Mara. Humanização do processo de cuidar em enfermagem a pacientes em terminalidade da vida: não temos tempo a perder. Research, Society and Development, v. 9, n. 8, p. e559985572-e559985572, 2020.

ERCOLE, Flávia Falci; MELO, Laís Samara de; ALCOFORADO, Carla Lúcia Goulart Constant. Revisão integrativa versus revisão sistemática. Revista Mineira de Enfermagem, v. 18, n. 1, p. 9-12, 2014.

FERNANDES, Maria Andréa et al. Percepção dos enfermeiros sobre o significado dos cuidados paliativos em pacientes com câncer terminal. Ciência & Saúde Coletiva, v. 18, p. 2589-2596, 2013.

FIGUEIREDO, Jaqueline Fantini et al. Qualidade de vida de pacientes oncológicos em cuidados paliativos. Revista de Enfermagem do Centro-Oeste Mineiro, v. 8, 2018.

FREIRE, Maria Eliane Moreira et al. Qualidade de vida relacionada à saúde de pacientes com câncer em cuidados paliativos. Texto & Contexto-Enfermagem, v. 27, 2018.

GOMES, Maria Isabel. Cuidados Paliativos: Relação eficaz entre equipe de enfermagem, pacientes oncológicos e seus familiares. Revista Rede de Cuidados em Saúde, v. 13, n. 2, 2019.

GUIMARÃES, Rhibanna Brito; NUNES, Júlia Sousa Santos. Conhecimento do profissional de enfermagem sobre cuidados paliativos em pacientes oncológicos. Revista InterScientia, v. 4, n. 1, p. 31-36, 2016.

JORGE, Camila de Abreu; PAULA, Graziela Lonardoni. Cuidados Paliativos: assistência humanizada a pacientes com câncer em estágio terminal. Estação Científica, v. 11, p. 1-22, 2014.

MARENGO, Mariana O.; FLÁVIO, Daniela A.; SILVA, Ricardo Henrique Alves. Terminalidade de vida: bioética e humanização em saúde. Medicina (Ribeirão Preto), v. 42, n. 3, p. 350-357, 2009.

MARKUS, Lucimara Andréia et al. A atuação do enfermeiro na assistência ao paciente em cuidados paliativos. Revista Gestão & Saúde, v. 17, n. 1, p. 71- 81, 2017.

MATOS, Johnata da Cruz; BORGES, Moema da Silva. A família como integrante da assistência em cuidado paliativo. Rev. enferm. UFPE on line, p. 2399-2406, 2018.

MINAME, Sabrina Carvalho; LEDUC, Vinicius Ribeiro. O impacto da assistência humanizada em pacientes com cuidados paliativos: Uma revisão de literatura The impact of humanized care in palliative care patients: A literature. Brazilian Journal of Health Review, v. 5, n. 1, p. 835-842, 2022.

NASCIMENTO, Maria de Fátima Silva et al. Atuação da enfermagem na assistência ao paciente em cuidados paliativos: uma revisão integrativa. Nursing (Säo Paulo), p. 6493-6498, 2021.

SANTOS, Rafaela Silva et al. Indicadores de qualidade aplicados na assistência de enfermagem em cuidados paliativos: Revisão integrativa da literatura. Enfermagem em Foco, v. 11, n. 2, 2020.

Downloads

Publicado

2023-09-26

Como Citar

MELISSA SOUSA; THAYANE MIRANDA; ISMELINDA MARIA DINIZ MENDES SOUZA. ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO EM CUIDADOS PALIATIVOS: CONSIDERAÇÕES ACERCA DE UMA ASSISTÊNCIA HUMANIZADA E IMPACTOS NA QUALIDADE DE VIDA RELACIONADA A SAÚDE. Revista Master - Ensino, Pesquisa e Extensão, [S. l.], v. 8, n. 15, 2023. DOI: 10.47224/revistamaster.v8i15.464. Disponível em: https://revistamaster.imepac.edu.br/RM/article/view/464. Acesso em: 21 jun. 2024.