ANÁLISE DOS CASOS DE MENINGITE NO MUNICÍPIO DE ARAGUARI- MG DE 2008 A 2018

Publicado
2020-07-22
Palavras-chave: Meningite, Diagnóstico, Notificação

    Autores

  • Larah Correia Borges IMEPAC
  • Hátus Flávio Fernandes e Souza IMEPAC
  • Nathália Ingrid Mendes da Silva
  • Nathalia Dutra Naves
  • Renata Gomes Oliveira
  • Renata Martins Carneiro

Resumo

A meningite é um processo inflamatório das meninges, e apresenta relevância epidemiológica dada sua elevada morbimortalidade. O objetivo do presente estudo é fazer uma análise do processo saúde-doença dos casos de meningite em Araguari – MG no período de 2008 a 2018. Trata-se de um estudo retrospectivo, observacional, utilizando o sistema de dados de notificação de meningites,  registrados no sistema de informação de agravo de notificação (SINAN).  Nesse contexto, no estudo foi possível identificar sinais e sintomas mais prevalentes, a taxa de letalidade da meningite no grupo analisado, prováveis falhas no registro de informações e limitações diagnósticas, fatores esses que refletem diretamente no atraso do tratamento e no desfecho clínico.

Dado isso percebe-se a necessidade de uma melhoria no registro de prontuários do município, não somente enquanto repasse de dados, mas também como ferramenta auxiliadora quanto às ações necessárias que devem ser tomadas para diagnóstico e controle deste agravo. E também a  necessidade de capacitação médica no que se refere ao domínio da semiotécnica adequada principalmente se tratando de profissionais presentes em pronto atendimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AMARILLA, Sara et al. Epidemiología, clínica y factorespronósticos de EnfermedadMeningocóccica Invasora enun centro de referencia de Paraguay. 2005 a 2018. de Medicina Tropical, v. 13, n. 1, p. 40, 2018.

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO, Secretaria de Vigilância em Saúde - Ministério da Saúde, V. 50, 2019.

BRAUNWALD,Eugene, FAUCI Anthony S., HAUSER,Stephen L., LONGO,Dan L., KASPER, Dennis L.,JAMESON, J. Larry- HARRISON- MedicinaInterna- 2 volumes- 17ª Edição. Editora Artmed, Rio de Janeiro 2009.

BRAVO, F. et al. Vacinas Meningocócicas Conjugadas no Brasil em 2018: Intercambialidade e diferentes esquemas de doses. Sociedade Brasileira de Pediatria, 2018.

DAMASCENO, A. C. A., FARHAT, C. K. Fatores Prognósticos de letalidade nas meningites bacterianas em crianças menores de dois anos. Rev Paraense de Medicina, p.22, 2008.

DE FARIA, Sonia M.; FARHAT, Calil K. Meningites bacterianas-diagnóstico e conduta. Jornal de Pediatria, v. 99, n. 75 -Supl 1, p. S46, 1999.

DIAGNÓSTICO DE MENINGITE, Sociedade Brasileira de Infectologia. www.infectologia.org.br.

FRANCO, M. C. A., SANJAD, M. R., & PINTO, P. H. O. (2006). Prevalência de Meningite em crianças no Hospital Universitário João de Barros Barreto, período de 1995 a 2004. Revista Paraense de Medicina, 20(1), 33-39.

LUCENA, R. D. C. S. D., GOMES, I., FERREIRA, A., GÓES, J., ARAÚJO, I., VEIGA, M., & Melo, A. D. S. (1996). Características clínicas e laboratoriais de meningites bacterianas em crianças.

MARTINELLO, C., LAZARETTI, A. S., REGINATTO, F. P., & DO CANTO PEREIRA, S. (2005). Meningite aguda em crianças no Hospital São Vicente de Paulo. Artigo Especial, 12.

MINISTERIO DA SAÚDE. Guia de Vigilância em Saúde. 1 ed. Brasilia, 2016. v. único.

MINISTERIO DA SAÚDE. Guia de Vigilância em Saúde. 2 ed. Brasilia, 2017. v. único.

PELTON, S.I. Meningococcal disease awareness: clinical and epidemiological factors affecting prevention and management in adolescents. Journal of Adolescent Health. New York, v. 46, p.S9-S15, jun, 2010.

SALOMÃO, Reinaldo. Infectologia - Bases Clínicas e Tratamento. Guanabara Koogan, 2017.

SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE. Meningite bacteriana não especificada no Brasil 2007 - 2016: desafio para a vigilância das meningites. Boletim epidemiológico. Vol 50, n3, 2019.

SILVA HCG, Mezarobba n. Meningite No Brasil Em 2015: O Panorama Da Atualidade. Arquivos Catarinenses de Medicina,2018.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE INFECTOLOGIA 2019. Site público: <https://www.infectologia.org.br/pg/962/meningites>.

STEVENS R, Shoykhet M, Cadena R. Emergency Neurological Life Support: Intracranial Hypertension and Herniation. NeurocritCare. 2015.

STRELOW, Vanessa L. et al. Meningite meningocócica: características clínicas e laboratoriais, taxa de letalidade e variáveis associadas à mortalidade intra-hospitalar. Arquivos de neuro-psiquiatria , v. 74, n. 11, p. 875-880, 2016.

Como Citar
CORREIA BORGES, L.; FERNANDES E SOUZA, H. F. .; MENDES DA SILVA, N. I. .; DUTRA NAVES, N. .; GOMES OLIVEIRA, R.; MARTINS CARNEIRO , R. ANÁLISE DOS CASOS DE MENINGITE NO MUNICÍPIO DE ARAGUARI- MG DE 2008 A 2018. Revista Master - Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 4, n. 8, p. 49-55, 22 jul. 2020.