Análises microbiológicas de polpas de açaí comercializadas na cidade de Araguari/MG

Publicado
2020-12-01
Palavras-chave: Polpas de açaí. Análise microbiológica. Contaminação alimentar

Resumo

O açaí é muito comercializado em produtos alimentícios, o que requer extremo cuidado em sua manipulação. Assim, o presente trabalho objetivou, avaliar a qualidade microbiológica de polpas de açaí congeladas e comercializadas na cidade de Araguari/MG. Foram coletadas 10 amostras de açaí no período de setembro a outubro de 2019. Foram determinados o pH; Número Mais Provável de coliformes totais e termotolerantes (NMP/mL); Unidades Formadoras de Colônia de bolores e leveduras (UFC/g) e a presença de Escherichia coli pelo método do caldo seletivo “RapidHiColiformBroth”. O pH médio das polpas foi 4,55 sendo confirmado a presença de bolores e leveduras em todas as amostras, com valores que variaram de 1 x 102 a 6,7 x 103 UFC/g, porém somente 3 estabelecimentos estavam em desacordo com a legislação (IN n.01, 07/01/2000 do MAPA). Para coliformes totais e termotolerantes; os valores foram de 3,6 x 100 a 4,3 x 101 NMP/mL em 5 a 6 amostras, mas todas ficaram dentro do padrão estabelecido (RDC n.12, 02/01/2001 ANVISA). Não houve presença de Escherichia coli. Com os resultados obtidos deve-se considerar que, é necessária uma vigilância mais rigorosa para conseguir a diminuição do risco de contaminação e a garantia da segurança alimentar dos consumidores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALMICO, J. D et al. Avaliação da qualidade microbiológica, físico-química e química de polpas de açaí (Euterpe oleracea Mart) pasteurizadas congeladas comercializadas em Aracaju-SE. Revista Brasileira de Higiene e Sanidade Animal. v.12, n.2, p. 156-168, 2018.

ARAÚJO, R. P. S. Avaliação da qualidade microbiológica de polpas de frutas comercializadas no município de Currais Novos/RN. 2015. 41f. Trabalho de Conclusão de Curso – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte, Currais Novos, 2015.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Instrução Normativa nº 01, de 07/01/00. Regulamento técnico geral para fixação dos padrões de identidade e qualidade para polpa de fruta. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, Seção I, p.54-58, 10 jan. 2000.

BRASIL. Ministério da Saúde. Resolução RDC n.12, 02 de janeiro de 2001. Regulamento técnico sobre padrões microbiológicos para alimentos. Diário Oficial da União, 10 jan. 2001.

BRASIL. Ministério da Saúde. Surtos de Doenças Transmitidas por Alimentos no Brasil. 2016, 19 p.

BALBANI A. P. S; BUTUGAN O. Contaminação biológica de alimentos. Pediatria (São Paulo), p. 320-328, 2001.

CAYRES, C. A. et al. Avaliação Microbiológica de Polpa de Açaí Congelada Comercializada na Cidade do Rio de Janeiro. In: II Simpósio em Ciência e Tecnologia de Alimentos. 1º Congresso do Instituto Nacional de Frutos Tropicais. 2010, Aracaju. Avanços em tecnologia de alimentos: anais. Aracaju: Universidade Federal de Sergipe, 2010, p. 1016-1019.

CAYRES, C. A. et al. Qualidade microbiológica de açaí industrializado. Embrapa Meio Ambiente-Artigo em periódico indexado (ALICE), Higiene Alimentar, v. 31, n. 268/269, p. 134-138, 2017.

COHEN, K. O. et al. Contaminantes microbiológicos em polpas de açaí comercializadas na cidade de Belém-PA. Revista Brasileira de Tecnologia, v. 5, n. 02, p. 524-530, 2011.

EMBRAPA. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Árvore do conhecimento Açaí. Disponível em: https://www.agencia.cnptia.embrapa.br/gestor/acai/arvore/CONT000gbfbxyh002wx5ok07shnq9mlwseck.html. Acesso em: 16 nov. 2019.

FARIA, M. et al. Determinação da qualidade Microbiológica de polpas de açaí congeladas comercializadas na cidade de Pouso Alegre - MG. Alimentos e Nutrição Araraquara, v. 23, n. 2, p. 243-249, 2012.

FORSYTHE, S. J. Microbiologia da Segurança dos Alimentos. 2ª Ed. Porto Alegre: Artmed, 2013, 620 p.

IAMANAKA, B. T. et al. Micotoxinas em alimentos. Anais da Academia Pernambucana de Ciência Agronômica, v. 7, p. 138-161, 2010.

JESUS, L. M. S. et al. Avaliação microbiológica do açaí comercializado no bairro Santa Rita, Macapá-Amapá. Rev. Arq. Científicos (IMMES), v. 1, n. 2, p. 21-27, 2018.

MELLO, C. N; RESENDE, J. C. P. Avaliação microbiológica de vitaminas de açaí comercializadas na região do Barreiro, Minas Gerais. Sinapse Múltipla, v. 7, n. 1, p. 27-37, 2018.

NOGUEIRA, O. L. et al. Açaí: Sistemas de Produção 4. Belém: EMBRAPA Amazônia Oriental, 2005.

SACCOL, A. L. F. et al. Importância de treinamento de manipuladores em boas práticas. Disciplinarum Scientia: Ciências da Saúde, Santa Maria, v. 7, n. 1, p. 91-99, 2006.

SALES, W. B. et al. Ocorrência de coliformes totais e termotolerantes em pastéis fritos vendidos em bares no centro de Curitiba-PR. DEMETRA: Alimentação, Nutrição & Saúde, v. 10, n. 1, p. 77-85, 2015.

SANTOS, B. A. et. al. Análise microbiológica de polpas de açaí comercializadas na cidade de São Paulo. RBAC, v.48, n.1, p. 53-7, 2016.

SANTOS, C. A. A. et al. Avaliação microbiológica de polpas de frutas congeladas. Ciência e Tecnologia de Alimentos, v. 28, n. 4, p. 913-915, 2008.

SILVA, S. R. et al. Avaliação microbiológica em amostras de “açaí na tigela” comercializados em uma cidade do Oeste Paulista. FAURG, Gramado/RS, 2016.

SOUZA, A. B. N.; GOMES, M. A. S. Análise microbiológica da polpa de açaí comercializada em feiras livres na cidade Porto Velho/RO. Revista Saber Científico, 2019.

YUYAMA, L. K. O. et al. Açaí (Euterpe oleracea mart.) e camu-camu (Myrciaria dubia (HBK) Mc Vaugh) possuem ação anti anêmica?. Acta amazônica, v. 32, n. 4, Manaus, p. 625-633, 2002.

Como Citar
ABADIO, L. V.; SILVA, A. R.; BALIEIRO, L. C. T. .; OLIVEIRA, C. A. DE; CARRIJO, M. R. M. Análises microbiológicas de polpas de açaí comercializadas na cidade de Araguari/MG. Revista Master - Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 5, n. 10, p. 36-42, 1 dez. 2020.

Most read articles by the same author(s)