Prevalência e causas da introdução precoce da alimentação complementar em pacientes de 0 à 6 meses em Araguari – MG

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47224/revistamaster.v6i12.164

Palavras-chave:

Palavras-chave: Aleitamento materno, Desmame, Cuidado da criança

Resumo

O aleitamento materno deve ser mantido de forma exclusiva em lactentes até os 6 meses de vida, no entanto, nem sempre essa prática é seguida. O objetivo é evidenciar as principais causas de introdução alimentar precoce (antes dos 6 meses de idade) e a prevalência desse hábito em crianças de 0 a 6 meses em um Ambulatório de pediatria em Araguari/MG. A metodologia utilizada foi um estudo de coorte transversal quantitativo com análise de dados clínicos e epidemiológicos de 46 mães de pacientes de 0 a 6 meses atendidos em ambulatório em Araguari, entre setembro e outubro de 2018, por meio de questionário. Os resultados do estudo evidenciaram irrelevância estatística (p>0,05) apresentada entre a ocupação profissional, aleitamento na primeira hora de vida, escolaridade materna e uso de chupetas quanto a influência destes no aleitamento materno exclusivo. Apesar da amostra reduzida coletada em um curto intervalo de tempo, o estudo evidenciou mais uma vez a necessidade de sempre existir o cuidado com o aleitamento materno exclusivo e com os fatores que influenciam a sua correta execução.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde da criança: aleitamento materno e alimentação complementar / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. – 2. ed. – Brasília: Ministério da Saúde, 2015. 184 p.: il. – (Cadernos de Atenção Básica; n. 23)


BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Política de Saúde. Organização Panamericana da Saúde. Guia alimentar para crianças menores de dois anos. Brasília: Ministério da Saúde; 2005.

CAVALCANTI, Sandra Hipólito et al. Fatores associados à prática do aleitamento materno exclusivo por pelo menos seis meses no estado de Pernambuco. Rev. bras. epidemiol., São Paulo, v. 18, n. 1, p. 208-219, Mar. 2015.


CORRÊA, E.N et al. Alimentação complementar e características maternas de crianças menores de dois anos de idade em Florianópolis (SC). Rev Paul Pediatr, v.27, n.3, p.258-264, 2009.

FRANÇA, M.C.T et al. Uso de mamadeira no primeiro mês de vida: determinantes e influência na técnica de amamentação. Rev Saude Pública., v.42, n.4, p.607-614, abr., 2008.

GIULIANI, N.R. et al. Prevalência do início do desmame precoce em duas populações assistidas por serviços de puericultura de Florianópolis-SC. Pesquisa Brasileira de Odontopediatria e Clínica Integrada, v.11, n.2, p.239-244, 2011.

GOMES, P.T.T; NAKANO, A.M.S. Introdução à alimentação complementar em crianças menores de seis meses atendidas em dia nacional de campanha de vacinação. Revista Salus-Guarapuava, v.1, n.1, jan./jun. 2007.

RAUBER, L.N et. al. Fatores associados ao aleitamento materno exclusivo em crianças menores de seis meses em Guarapuava-PR. Demetra, v.12, n.1, p.233-248, 2017.

RIBEIRO, Karina Viana et al. A amamentação e o trabalho informal: a vivência de mães trabalhadoras. Revista Pró-UniverSUS, v. 8, n. 2, p. 03-09, 2017.

ROCHA, Letícia Braga et al. Aleitamento materno na primeira hora de vida: uma revisão da literatura. Revista de Medicina e Saúde de Brasília, v. 6, n. 3, 2018.

SCHINCAGLIA, R.M et al. Práticas alimentares e fatores associados à introdução precoce da alimentação complementar entre crianças menores de seis meses na região noroeste de Goiânia. Epidemiol. Serv. Saúde, Brasília, v.24, n.3, p.465-474, jul./set., 2015.


VARGAS, V.S; SOARES, M.C.F. Características da alimentação complementar precoce em crianças de uma cidade no sul do Brasil. Nutrire Rev Soc Bras Aliment Nutr, v.37, n.3, p.269-280, dez., 2012.


XIMENES, L.B et al. Práticas alimentares e sua relação com as intercorrências clínicas de crianças de zero a seis meses. Rev Enferm, v.14, n.2, p.377-385, abr./jun., 2010.

Downloads

Publicado

2021-11-12

Como Citar

LACERDA, L. E. M.; DONATO, I. C. D.; ALMEIDA, L. M. P. de; AMARAL, M. L. J.; ALBERTI, M. D. M. A.; FERREIRA, F. V. F.; FERREIRA, V. V. . Prevalência e causas da introdução precoce da alimentação complementar em pacientes de 0 à 6 meses em Araguari – MG . Revista Master - Ensino, Pesquisa e Extensão, [S. l.], v. 6, n. 12, p. 24–30, 2021. DOI: 10.47224/revistamaster.v6i12.164. Disponível em: https://revistamaster.imepac.edu.br/RM/article/view/164. Acesso em: 18 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos originais