Qualidade de vida relacionada a saúde dos idosos no município de Araguari – MG

Publicado
2020-12-01
Palavras-chave: qualidade de vida, saúde do idoso, epidemiologia

Resumo

Esse estudo teve por objetivo descrever a qualidade de vida relacionada a saúde da população idosa residente no município de Araguari/MG e associar com a interferência de fatores demográficos e socioeconômicos. Os dados foram obtidos através do instrumento genérico de qualidade de vida “Medical Outcomes Study 36-Item Short-Form Health Survey” (SF-36), que consiste de questionamentos a respeito do estado geral de saúde, vitalidade, capacidade funcional, dor, saúde mental, aspectos físicos, aspectos sociais e aspectos emocionais, com escalas de respostas de 0 a 100. O instrumento foi aplicado para a comunidade idosa, residente na área urbana da cidade de Araguari/MG. A amostra final contemplou 365 idosos, perfazendo aproximadamente 1,6% da população. Do total analisado, evidenciou-se que 60,8% eram do sexo feminino, com renda média de 1 salário mínimo, 52,1% são casados, 38,1% são aposentados, pior avaliação obtida nos domínios capacidade funcional e dor, melhores resultados obtidos no domínio aspectos sociais e aspectos físicos. A média geral dos domínios do SF-36 foi 63,5 pontos, mostra um regular estado e percepção global da qualidade de vida dos idosos, sendo importante que implemente ações de saúde relacionadas ao envelhecimento da população, com objetivo de melhorar a qualidade de vida dos idosos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALVES, L.C. et al. A influência das doenças crônicas na capacidade funcional dos idosos do Município de São Paulo. Caderno de saúde pública, v.23, n.8, 2007.

ANDRADE, A.; MARTINS, R. Funcionalidade familiar e qualidade de vida dos idosos. Millenium-Journal of Education, Technologies, and Health, n. 40, p. 185-199, 2016.

ARAÚJO, Denise Sardinha Mendes Soares de; ARAÚJO, Claudio Gil Soares de. Aptidão física, saúde e qualidade de vida relacionada à saúde em adultos. Revista brasileira de medicina do esporte, v. 6, n. 5, p. 194-203, 2000.

BARRETO, J. Envelhecimento e qualidade de vida: o desafio atual. Sociologia: Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, v. 15, 2017.

BOING, Alexandra Crispim, et al. Acesso a medicamentos no setor público: análise de usuários do Sistema Único de Saúde no Brasil. Caderno de Saúde Pública, v. 29, p. 691-701, 2013

CAMELO, Lidyane do Valle; GIATTI, Luana; BARRETO, Sandhi Maria. Qualidade de vida relacionada à saúde em idosos residentes em região de alta vulnerabilidade para saúde de Belo Horizonte, Minas Gerais. Revista Brasileira de Epidemiologia, v. 19, p. 280-293, 2016.

CAMPOS, Ana Cristina Viana et al. Perfil do envelhecimento saudável de idosos brasileiros octogenários. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 24, p. 1-11, 2016.

CARDOSO, F. P.; GONÇALVES, A. K. Associação entre domínio de capacidade funcional (SF-36), medo de cair e histórico de quedas em idosos ativos. Ciência em Movimento, v. 18, n. 36, p. 1-8, 2016.

CELICH, Kátia Lilian Sedrez; GALON, Cátia. Dor crônica em idosos e sua influência nas atividades da vida diária e convivência social. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, v. 12, n. 3, p. 345-359, 2009.

CHAIMOWICZ, F. A saude dos idosos brasileiros as vesperas do seculo XXI: problemas, projeçoes e alternativas. Rev. Saúde Pública, v.31, n. 2, p. 184-200, 1997.

CICONELLI, Rozana Mesquita. Tradução para o português e validação do questionário genérico de avaliação de qualidade de vida Medical Outcomes Study 36-Item Short-Form Health Survey (SF-36). 1997.

CORDEIRO, Juliana et al. Efeitos da atividade física na memória declarativa, capacidade funcional e qualidade de vida em idosos. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, v. 17, n. 3, p. 541-552, 2014.

DE OLIVEIRA, Luciane Criado; PIVOTO, Ercília Aparecida; VIANNA, Patrícia Canteruccio Pontes. Análise dos resultados de qualidade de vida em idosos praticantes de dança sênior através do SF-36. Acta Fisiátrica, v. 16, n. 3, p. 101-104, 2009.

DIAS, Ernandes Gonçalves et al. ESTILO DE VIDA DE IDOSOS USUÁRIOS DE UMA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE. Arquivos de Ciências da Saúde da UNIPAR, v. 21, n. 2, 2017.

FARIA, C. D. C. M. et al. Comparação dos instrumentos de qualidade de vida Perfil de Saúde de Nottingham e Short Form-36 em idosos da comunidade. Rev. bras. fisiote. São Carlos, v. 15, n. 5, p. 399-405, 2011.

FECHINE, A. O processo de envelhecimento: as principais alterações que acontecem com o idoso com o passar dos anos. Revista científica internacional, v. 1, n. 7, 2012.

FRAIMAN, A. P. Coisas da Idade. São Paulo: Alexa Cultural, 2004.

GOTTLIEB, M.G.V, SCHWANKE, C.H.A, GOMES I, CRUZ, I.B.M. Envelhecimento e longevidade no Rio Grande do Sul: um perfil histórico, étnico e de morbi-mortalidade dos idosos. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, v. 14, n.2, p. 365-380. 2011

HE, W.; GOODKIND, D.; KOWAL, P. An aging world: 2015. Washington, DC: United States Census Bureau, 2016. 165 p. (International population reports). Disponível em: https://www.census.gov/content/dam/Census/library/publications/2016/demo/p95-16-1.pdf. Acesso em: 17 ago. 2017.

INDICADORES IBGE. Características da população e dos domicílios: População residente, por cor ou raça, segundo o sexo e os grupos de idade - Brasil - 2010. Rio de Janeiro: IBGE, 2010. Disponível em: <ftp://ftp.ibge.gov.br/Censos/Censo_Demografico_2010/Resultados_do_Universo/xls/Brasil/tab1_3_1.zip>. Acesso em: 26.ago. 2017.

JOIA, Luciane Cristina; RUIZ, Tania; DONALISIO, Maria Rita. Condições associadas ao grau de satisfação com a vida entre a população de idosos. Revista de Saúde Pública, v. 41, p. 131-138, 2007.

LEITE F.C; CONCEIÇÃO, A; COELHO, M.R. Políticas públicas para a saúde do idoso: revisão sistemática. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 63, n. 2, 2010.

LEITE, MarinêsTambara et al. Qualidade de vida e nível cognitivo de pessoas idosas participantes de grupos de convivência. Rev. Bras. Gerontol.v.15, n.3, p. 481-492, 2012. Disponível em: >http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S180998232012000300009&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 07 nov. 2018.

MARTINS, R; MESTRE, M. Esperança e qualidade de vida em idosos. Millenium-Journal of Education, Technologies, and Health, n. 47, p. 153-162, 2016.

OLIVEIRA, A.D; RAMOS, A.O; PANHOCA, I; ALVES, V.L.S. A intersetorialidade nas políticas públicas para o envelhecimento no Brasil. Rev Kairós Gerontol. Disponível em: <http://revistas.pucsp.br/index.php/kairos/article/view/21278/15556>. Acesso em: 28 ago. 2017.

PEREIRA, Eduardo da Silva; BORGES, Ítalo Soares. Análise da percepção geral de saúde e da qualidade de vida de idosos praticantes de hidroginástica a partir do instrumento SF-36. RBPFEX-Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, v. 5, n. 27, 2012.

PEREIRA, Renata Junqueira et al. Contribuição dos domínios físico, social, psicológico e ambiental para a qualidade de vida global de idosos. Rev Psiquiatr Rio Gd Sul, v. 28, n. 1, p. 27-38, 2006.

PIMENTA, J.R.; Navarro, F. A qualidade de vida e o bem-estar dos idosos: uma análise comparativa entre sedentários e praticantes de exercício físico através do protocolo SF-36. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício. Vol. 3. Num. 15. 2009. p. 295-301.

SANTOS, Gerson Souza; CUNHA, Isabel Cristina Kowal Olm. Avaliação da qualidade de vida de mulheres idosas na comunidade. Revista de Enfermagem do Centro-Oeste Mineiro, 2015.

SCHMIDT, M.I; DUNCAN, B.B; AZEVEDO, G.S; MENEZES, A.N; MONTEIRO, C.A; BARRETO, S.M et al. Chronic non communicable diseases in Brazil: burden and current challenges. Disponível em: . Acesso em: 26 ago. 2017.

SEIDL, Eliane Maria Fleury; ZANNON, Célia Maria Lana da Costa. Qualidade de vida e saúde: aspectos conceituais e metodológicos. Cadernos de saúde pública, v. 20, p. 580-588, 2004.

SILVA, Patrick Leonardo Nogueira et al. Avaliação da qualidade de vida de idosos praticantes de atividade física de uma unidade básica de saúde de minas gerais. Rev. Da Universidade Vale do Rio Verde. V.14, n.2, p 24-35, 2016. Disponível em>http://periodicos.unincor.br/index.php/revistaunincor/article/view/2584. Acesso em: 07 nov. 2018.

SOUSA, L.; GALANTE, H; FIGUEIREDO, D. (2003). Qualidade de Vida e Bem-Estar dos idosos: um estudo exploratório na população portuguesa. Revista de Saúde Pública; 37(3):364-71.

TONELLI, M; RIELLA, M. Chronic kidney disease and the aging population. J Bras Nefrol. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3968612/>. Acesso em: 07 nov. 2018.

World population prospects: the 2015 revision. New York: United Nations, Department of Economic and Social Affair, Population Division, 2015. Disponível em: https://esa.un.org/unpd/wpp/Download/Standard/Population//. Acesso em 26 ago. 2017.

Como Citar
BOCCANERA, M. F.; SILVA, C. J. DA; CUNHA, E. A. DA .; SILVA, G. P.; GONÇALVES, H. L.; AZEVEDO, I. P. C. DE; FARIA , I. S. E .; AMARAL, J. B. P. .; PELEGRINI, J. P. DE A. .; CANDIDO, L. D. .; RODRIGUES, I. G. .; SILVA, M. A. DA . Qualidade de vida relacionada a saúde dos idosos no município de Araguari – MG . Revista Master - Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 5, n. 10, p. 43-50, 1 dez. 2020.

Most read articles by the same author(s)