Possíveis aspectos relacionados à não adesão ao tratamento não farmacológico do diabetes tipo II: uma revisão de literatura

Autores

  • RENATA FERREIRA RODRIGUES IMEPAC - FACULDADE DE ITUMBIARA
  • TACIANA ARANTES BORGES IMEPAC - FACULDADE DE ITUMBIARA
  • TAÍSA CARDOSO LEMES
  • GABRIELA RAMOS VERSIANI
  • HUGO RIBEIRO ZANETTI
  • ALEXANDRE GONÇALVES https://orcid.org/0000-0001-7822-1856

DOI:

https://doi.org/10.47224/revistamaster.v7i14.243

Palavras-chave:

diabetes mellitus, tratamento não farmacológico, adesão

Resumo

O Diabetes Mellitus tipo 2 (DM2) é uma doença crônica causada por uma disfunção metabólica da insulina que gera grandes impactos na qualidade de vida dos pacientes. Seu tratamento consiste no controle sérico da glicose e envolve mudança nos hábitos de vida associados ou não ao uso de medicação. O presente estudo objetivou-se a identificar os motivos que levam a não adesão ao tratamento não farmacológico dos pacientes com DM2 em estudos brasileiros. A busca dos dados baseou-se nas diretrizes para Revisões Sistemáticas e Meta-Análise (PRISMA) e foram realizadas através das plataformas Scielo e Google Scholar, utilizando os critérios de elegibilidade: artigos somente em língua portuguesa, estudos envolvendo pacientes submetidos ao tratamento não farmacológico do DM 2 e resultados dos fatores que levaram ou não à adesão ao tratamento da doença. Após análise da literatura é possível apontar que os principais fatores da não adesão ao tratamento não farmacológico do DM2 encontrados nos estudos foram: variáveis sociodemográficas (baixa qualidade de vida e renda, menor escolaridade e idade), motivação pessoal, dificuldades quanto a mudança do estilo de vida e falta de conhecimento sobre a doença e suas complicações. É necessário a realização de estudos que relacionem outros fatores a não adesão ao tratamento não farmacológico contribuindo, assim, com intervenções mais efetivas na qualidade de vida dos pacientes.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARRELIAS, Clarissa Cordeiro Alves et al. Adesão ao tratamento do diabetes mellitus e variáveis sociodemográficas, clínicas e de controle metabólico. Acta Paulista de Enfermagem, v. 28, p. 315-322, 2015.
ASSUNÇÃO, Maria Cecília Formoso; SANTOS, Iná da Silva dos; COSTA, Juvenal Soares Dias da. Avaliação do processo da atenção médica: adequação do tratamento de pacientes com diabetes mellitus, Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, v. 18, n. 1, p. 205-211, 2002.
ASSUNÇÃO, Thaís Silva; URSINE, Príscila Guedes Santana. Estudo de fatores associados à adesão ao tratamento não farmacológico em portadores de diabetes mellitus assistidos pelo Programa Saúde da Família, Ventosa, Belo Horizonte. Ciência & Saúde Coletiva, v. 13, p. 2189-2197, 2008.
BAILEY, Genee R. et al. Assessing barriers to medication adherence in underserved patients with diabetes in Texas. The Diabetes Educator, v. 38, n. 2, p. 271-279, 2012.
BOAS, Lilian Cristiane Gomes-Villas; FOSS-FREITAS, Maria Cristina; PACE, Ana Emilia. Adherence of people with type 2 diabetes mellitus to drug treatment. Revista brasileira de enfermagem, v. 67, n. 2, p. 268-273, 2014.
BOAS, Lilian Cristiane Gomes-Villas et al. Adesão à dieta e ao exercício físico das pessoas com diabetes mellitus. Texto & Contexto-Enfermagem, v. 20, p. 272-279, 2011.
DUARTE, Camila Kümmel et al. Nível de atividade física e exercício físico em pacientes com diabetes mellitus. Revista da Associação Médica Brasileira, v. 58, p. 215-221, 2012.
FARIA, Heloisa Turcatto Gimenes et al. Adesão ao tratamento em diabetes mellitus em unidades da Estratégia Saúde da Família. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 48, p. 257-263, 2014.
FARIA, Heloisa Turcatto Gimenes et al. Fatores associados à adesão ao tratamento de pacientes com diabetes mellitus. Acta Paulista de Enfermagem, v. 26, p. 231-237, 2013.
FARIAS, M. S. et al. Treatment adherence and life quality of diabetic patients assisted in the primary care division. Revista Sociedade Brasileira Clínica Médica, v. 12, n. 2, p. 102-7, 2014.
FERREIRA, N. S. et al. Abordagem multiprofissional no cuidado à saúde de pacientes do programa HIPERDIA. Revista Brasileira de Hipertensão, v. 21, n. 1,p.31-7, 2014.
GARAY-SEVILLA, Ma Eugenia et al. Adherence to treatment and social support in patients with non-insulin dependent diabetes mellitus. Journal of Diabetes and its Complications, v. 9, n. 2, p. 81-86, 1995.
GOLDENBERG, Paulete et al. Diabetes mellitus auto-referido no município de São Paulo: prevalência e desigualdade. Cadernos de Saúde Pública, v. 12, p. 37-45, 1996.
GOMES, A.C. et al. Adherence to pharmacological and nonpharmacological treatments in adults with type 2 diabetes. Mundo da saúde, 2020 (44): 381-396.
KHATTAB, Maysaa et al. Factors associated with poor glycemic control among patients with type 2 diabetes. Journal of Diabetes and its Complications, v. 24, n. 2, p. 84-89, 2010.
KOELEWIJN-VAN LOON, Marije S. et al. Improving patient adherence to lifestyle advice (IMPALA): a cluster-randomised controlled trial on the implementation of a nurse-led intervention for cardiovascular risk management in primary care (protocol). BMC health services research, v. 8, n. 1, p. 1-15, 2008.
KOENIGSBERG, Marlon Russell; BARLETT, Donald; CRAMER, Steven. Facilitating treatment adherence with lifestyle changes in diabetes. American family physician, v. 69, n. 2, p. 309-316, 2004.
LEARMAN, Israel. Adherence to treatment: a key for advoiding long-term complications of diabetes. Arch Med Res. 2005 May-Jun; 36(3):300-6.
LESSMANN, Juliana Cristina; SILVA, Denise Maria Guerreiro Vieira da; NASSAR, Silvia Modesto. Estresse em mulheres com Diabetes mellitus tipo 2. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 64, p. 451-456, 2011.
MACHADO, Eleuza Rodrigues et al. Diabetes mellitus tipo II (DMII): importância da educação em saúde na adesão ao tratamento. Ensaios e Ciência C Biológicas Agrárias e da Saúde, v. 17, n. 1, 2013.
MATSUDO, S. et al. International physical activity questionnaire (IPAQ): study of validity and reliability in Brazil. Rev Bras ativ fis saúde, v. 6, n. 2, p. 5-18, 2001.
MENDES, Telma de Almeida Busch et al. Diabetes mellitus: fatores associados à prevalência em idosos, medidas e práticas de controle e uso dos serviços de saúde em São Paulo, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, v. 27, p. 1233-1243, 2011.
MONTEIRO, Henrique Luiz et al. Fatores socioeconômicos e ocupacionais e a prática de atividade física regular: estudo a partir de policiais militares em Bauru, São Paulo. Motriz, v. 4, n. 2, p. 345-350, 1998.
DA COSTA MOREIRA, Samantha Ferreira et al. Avaliação dos fatores relacionados à adesão de pacientes com diabetes mellitus ao tratamento. Itinerarius Reflectionis, v. 14, n. 4, p. 01-19, 2018.
OLIVEIRA, Nunila Ferreira de et al. Diabetes Mellitus: desafios relacionados ao autocuidado abordados em Grupo de Apoio Psicológico. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 64, p. 301-307, 2011.
Organização Mundial da Saúde. Cuidados inovadores para condições crônicas: componentes estruturais de ação: relatório mundial. Brasília (DF):OMS; 2003. Acesso em: 12/12/2021. Disponível em: <Cuidados Inovadores para Condições Crônicas>
PACE, Ana Emilia; NUNES, Polyana Duckur; OCHOA-VIGO, Katia. O conhecimento dos familiares acerca da problemática do portador de diabetes mellitus. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 11, p. 312-319, 2003.
PARCHMAN, Michael L.; ZEBER, John E.; PALMER, Raymond F. Participatory decision making, patient activation, medication adherence, and intermediate clinical outcomes in type 2 diabetes: a STARNet study. The Annals of Family Medicine, v. 8, n. 5, p. 410-417, 2010.
PÉRES, Denise Siqueira; FRANCO, Laércio Joel; SANTOS, Manoel Antônio dos. Comportamento alimentar em mulheres portadoras de diabetes tipo 2. Revista de Saúde Pública, v. 40, p. 310-317, 2006.
RODRIGUES, Ticiana C.; CANANI, Luis Henrique S. A influência do turno de trabalho em pacientes com diabetes mellitus tipo 2. Revista da Associação Médica Brasileira, v. 54, p. 160-162, 2008.
ROZENFELD, Yelena et al. Oral antidiabetic medication adherence and glycemic control in managed care. American Journal of Managed Care, v. 14, n. 2, 2008.
SANTOS, Ellen Cristina Barbosa dos et al. O cuidado sob a ótica do paciente diabético e de seu principal cuidador. Revista latino-americana de enfermagem, v. 13, p. 397-406, 2005.
SELEY, Jane Jeffrie; WEINGER, Katie. The state of the science on nursing best practices for diabetes self-management. The Diabetes Educator, v. 33, n. 4, p. 616-626, 2007.
SILVA, Isabel; PAIS-RIBEIRO, José; CARDOSO, Helena. Adesão ao tratamento da diabetes mellitus: a importância das características demográficas e clínicas. Revista de Enfermagem Referência, v. 2, n. 2, p. 34-41, 2006.
ZHANG, Ping et al. Global healthcare expenditure on diabetes for 2010 and 2030. Diabetes research and clinical practice, v. 87, n. 3, p. 293-301, 2010.
ZHU, Vivienne J. et al. Race and medication adherence and glycemic control: findings from an operational health information exchange. In: AMIA Annual Symposium Proceedings. American Medical Informatics Association, 2011. p. 1649.

Downloads

Publicado

2022-12-31

Como Citar

FERREIRA RODRIGUES, R.; ARANTES BORGES, T.; CARDOSO LEMES, T.; RAMOS VERSIANI, G.; RIBEIRO ZANETTI, H.; GONÇALVES, A. Possíveis aspectos relacionados à não adesão ao tratamento não farmacológico do diabetes tipo II: uma revisão de literatura. Revista Master - Ensino, Pesquisa e Extensão, [S. l.], v. 7, n. 14, 2022. DOI: 10.47224/revistamaster.v7i14.243. Disponível em: https://revistamaster.imepac.edu.br/RM/article/view/243. Acesso em: 21 jun. 2024.